Maria Cristina Medeiros nasceu no dia 01/04/1967 na cidade de São Caetano do Sul, a segunda filha de Bernadete Julia Medeiros e Francisco das Chagas Medeiros, dos quatro filhos que o casal teve. Viveu uma infância humilde, estudou em escolas públicas. Por volta dos 11 anos de idade, migraram para o município de Mauá, onde viveu sua adolescência. Começou a trabalhar em uma quitanda ainda na adolescência, para auxiliar na renda familiar, tendo em vista o falecimento precoce do pai, em virtude de um acidente.
Concluiu no ano de 1985 o Ensino Médio na Etec Júlio de Mesquita, recebendo o certificado de Desenhista de Arquitetura, o que a motivou continuar os estudos na área de formação, concluindo em 1991 o curso de Arquitetura e Urbanismo na Universidade de Mogi das Cruzes.
Realizou estágios em empresas públicas e privadas. Como arquiteta, trabalhou em empresa privada para prestar serviços junto ao departamento de automação e organização de escritórios na Mercedes Benz do Brasil, e na Prefeitura Municipal de Santo André como arquiteta para desenvolver projetos na secretaria de obras. Trabalhou como arquiteta autônoma, sendo sócia/proprietária de um escritório para desenvolver projetos residenciais e comerciais no período de 02/93 até 2006, quando assumiu a direção da Etec de Ribeirão Pires dedicando-se exclusivamente para a escola.
Em 08/05/1997 foi contratada para exercer a função de professor temporário III na Etec Júlio de Mesquita, para ministrar aulas em substituição no curso técnico em Desenho de Construção Civil, ampliou sua carga horária em componentes do curso técnico em Edificações, tendo seu contrato rescindido por término em 07/05/1999.
Em 18/12/1997 casou-se com Rinaldo Perini, mudando a residência para o município de Ribeirão Pires, onde permaneceu até o ano de 2006, retornando a residir no município de Mauá onde permaneceu até o seu falecimento. Não teve filhos.
Iniciou o mestrado na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo FAUUSP, na área de Desenho Ambiental, como aluna especial no ano de 1998, contudo não deu prosseguimento.
Em fevereiro do ano de 2000 retornou como docente na Etec de Julio de Mesquita com contrato por prazo indeterminado, tendo aulas atribuídas nos cursos de Edificações e Desenho de Construção Civil. Neste período concluiu o curso de Licenciatura Plena em Construção Civil, através do Programa Especial de formação pedagógica de docentes na Faculdade de Tecnologia de São Paulo – FATEC.
No ano de 2002 concluiu o curso de especialização em Gestão Ambiental na Universidade São Judas, apresentando como trabalho de conclusão “Impactos Ambientais decorrentes de loteamentos urbanos e propostas para compensação ambiental em Ribeirão Pires”. Seus estudos foram norteados pela preocupação frente as questões ambientais tendo em vista que o município está inserido em área de proteção de mananciais.
No período de 2003 a 2005 exerceu a função de Coordenadora dos cursos de Edificações e Design na Etec Júlio de Mesquita, concomitante com o cargo de professor onde incentivou alunos a desenvolverem trabalhos voltados as questões sociais.
Em 20 de abril de 2006, a Prof.ª Maria Cristina Medeiros assumiu como Pró-Tempore a direção da Etec de Ribeirão Pires, criada através do Decreto 50.630 de 30/03/2006, passando a ser uma unidade autônoma, desvinculando totalmente da Etec Júlio de Mesquita na qual era considerada classe descentralizada.
Como diretora pro tempore, estruturou a equipe escolar administrativa e corpo docente, tendo como prioridade, a organização e instalação completa dos laboratórios das áreas técnicas em virtude da necessidade de aulas práticas; a contratação de novos professores para completar o quadro docente; o desenvolvimento de novos projetos e parcerias; ampliação dos cursos e número de vagas; a organização da área administrativa e a consolidação da instituição como centro de referência em educação técnica no município. Neste período, gerenciou várias obras de reformas, que foram feitas no prédio da escola, por meio de um Convênio estabelecido entre a Prefeitura e o Centro Paula Souza.
Em 2007, expandiu a oferta de vagas na unidade escolar, com mais 80 vagas, em dois novos cursos implantados no período da tarde: Técnico em Administração e Técnico em Web Design. Estes cursos foram indicados no resultado de uma pesquisa realizada com aproximadamente 415 munícipes e considerando-se o mercado de trabalho da região.
Com o aumento dos cursos, tornou-se necessária também a ampliação do quadro de docentes, estagiários e funcionários cedidos pela prefeitura para suprir as novas necessidades.
Em 2008, foram abertas mais 120 vagas e dois novos cursos, sendo: duas salas de Ensino Médio no período da manhã e uma sala do Curso Técnico em Contabilidade, no período da noite. No mesmo ano, a unidade passou a atender o Programa Emergencial de Auxílio ao Desemprego (PEAD) tendo a Profª Maria Cristina como coordenadora do PEAD, viabilizou também a execução do Programa Especial de Qualificação (PEQ) e o Programa Via Rápida.
Promoveu a participação de alunos da escola nos eventos do município, através de parceira com a Secretaria de Educação e a Secretaria de Turismo, contribuindo para o aprendizado contextualizado a área de atuação. Tendo em vista sua participação, no ano de 2009, como membro do Conselho Municipal de Turismo da Estancia Turística de Ribeirão Pires.
Em março de 2009 o Convênio de Cooperação Técnica Educacional entre o Centro Paula Souza e a Prefeitura da Estância Turística de Ribeirão Pires teve o seu prazo prorrogado por 60 meses, fato que beneficiou diretamente a comunidade escolar, visto o grande apoio que a Prefeitura propicia às atividades escolares da unidade de ensino, principalmente por meio da Secretaria de Educação.
Permaneceu como diretora Pró tempore até 14/07/2008. Participou do processo eleitoral, sendo eleita com a maioria absoluta dos votos da comunidade escolar, iniciando assim seu primeiro mandato como diretora eleita no período de 15/07/2008 até 14/07/2012 e reeleita para o segundo mandato, onde permaneceu frente a direção até novembro de 2013, sendo afastada em virtude do rompimento de aneurisma, contudo, mesmo distante acompanhou o desenvolvimento da escola.
Implantou na unidade escolar o Telecurso Tec – ensino na modalidade à distância e presencial, do Curso Técnico em Gestão de Pequenas Empresas, o Programa Via Rápida para o Emprego, do Governo do Estado de São Paulo, ofertando à comunidade de Rio Grande da Serra, 30 vagas no curso profissionalizante Assistente em Logística. Implantou o curso Técnico em Eventos, em substituição ao curso Técnico em Agenciamento de Viagem. Gerenciou a partir do ano de 2010 uma Classe Descentralizada em Santo André, instalada na E.E. Padre Agnaldo Sebastião Vieira, atendendo as metas do Plano de Expansão II do Governo Estadual, oferecendo 40 vagas no Curso Técnico em Administração no período noturno, que encerrou as atividades em junho de 2013, em virtude de baixa demanda.
A Prof.ª Maria Cristina Medeiros em virtude de sua formação como Arquiteta, doou para a Etec de Ribeirão Pires, no ano de 2009, o projeto arquitetônico para a construção do novo prédio, com o propósito de ampliar o espaço físico. As obras foram iniciadas em outubro de 2011 e concluídas em novembro de 2014, o que representou para a comunidade escolar uma grande conquista, visto que novas salas de aulas e laboratórios foram construídos, possibilitando a expansão e melhoria dos cursos ofertados na escola, além da reforma de uma cozinha para fornecimento da merenda escolar.
A professora Cris, como era conhecida na comunidade, no período de 2009 a 2011, participou no Centro Paula Souza, como membro do Comitê de Diretores. Atuou como Observadora no Observatório Escolar em diversas unidades da instituição e atuou ativamente em comissões para tratar de assuntos de interesse das Escolas Técnicas. Também no período de 2010 a 2011 foi membro atuante do Conselho Municipal Cidade Limpa e do Conselho Municipal de Turismo da Estância Turística de Ribeirão Pires.
Participou de diversos cursos e treinamentos, para atualização de seus conhecimentos, frente a gestão escolar e no ano de 2010 concluiu seu segundo curso de Pós-Graduação Lato sensu – Formação de Orientadores de Aprendizagem para Educação à distância – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, e iniciou no ano de 2011 o curso de Pedagogia na Universidade Paulista – UNIP, contudo devido a problemas de saúde, não concluiu o curso.
Em março do ano de 2012, durante a cerimônia solene em comemoração ao 58º aniversário da emancipação política e administrativa da cidade de Ribeirão Pires, que aconteceu na Câmara Municipal de Vereadores do município, com a presença de autoridades locais, foi homenageada e recebeu o título de cidadã Ribeirãopirense, das mãos do Sr. Vereador João da Silva Lessa, como forma de reconhecimento e agradecimento pela sua contribuição na Educação do município.
Implantou no ano de 2012 o Curso Técnico em Informática para Internet Integrado ao Ensino Médio, possibilitando ao aluno no período de três anos, uma única formação, recebendo o diploma de técnico com direito a exercer a habilitação profissional e de prosseguir os estudos no nível de educação superior.
No período em que permaneceu como diretora da Etec de Ribeirão Pires, incentivou toda a comunidade escolar (professores, alunos e funcionários) no desenvolvimento de projetos sociais. Instituiu na unidade escolar o Natal Solidário, com arrecadação de alimentos e brinquedos para instituições que abrigam crianças carentes e eventos internos com o intuito de arrecadar alimentos, roupas e produtos de higiene para instituições que abrigam idosos que não possuem família. Mais que a arrecadação, incentivava a participação de todos, nas visitas para entrega das doações, como forma de transmitir afeto as pessoas beneficiadas e carentes de atenção.
Ao longo de sua trajetória na Etec de Ribeirão Pires, desenvolveu suas atividades com dedicação e afeto. Considerava os alunos como sendo seus filhos, incentivando os mesmos a participarem de feiras e eventos externos o que gerou para a escola muitas premiações e o reconhecimento como excelência na educação dentro do município.
No dia 22/05/2015 em virtude do agravamento de seu estado de saúde, veio a falecer, deixando muitas saudades aos amigos e “filhos” que conquistou em sua existência.
Autora: Profª Celia do Carmo Leandro Levada
Junho/2015
Fechar Menu